»  » 

WCOOP 2011: Quentin 'MiPwnYa' Lae está em casa aqui no Brasil!

wcoop2009-thumb.jpgNos últimos dias, minha rotina matinal tem sido constante. Ao invés de ler as notícias no jornal, já vou direto para o site do World Championship Of Online Poker, para saber as novidades do maior campeonato de poker online do mundo. Na manhã da última terça-feira, tive uma grata surpresa: um conterrâneo havia conseguido a primeira colocação no Evento 25 (U$215 Pot Limit Omaha - Turbo / 1R1A)!!!

Naquele momento, ganhei uma missão: precisava descobrir quem era "MiPwnYa", o jogador que havia conseguido o quarto bracelete de WCOOP para nosso país. E foi aí que conheci a história fascinante de Quentin Lae!

Quentin tem 24 anos e nasceu em Rouen, uma cidade francesa que fica a aproximadamente 100km a oeste de Paris. Foi lá que ele começou a se interessar pelo poker, no longinquo ano de 2006. Como a imensa maioria, Quentin teve seu início nas mesas 'low stakes' de No Limit Hold'em. Em 2010, ele migrou para o Pot Limit Omaha, que hoje é sua grande especialidade.

Foi jogando os cash games dessas modalidades que ele conseguiu mais de quinhentos mil dólares na carreira, sendo um jogador regular nas mesas de $5/$10 do PokerStars. No ano passado, Quentin alcançou o status de Supernova Elite, feito que ele vai repetir esse ano, já que tem atualmente cerca de 975.000 VPs conquistados.

quentinlaewsop.jpg

Quentin Lae, campeão do Evento 25 do WCOOP 2011

Mesmo focado em sua carreira como jogador, ele não abandonou uma de suas paixões: as viagens ao redor do mundo! Argentina, Tailândia, Portugal, Las Vegas, República Tcheca, Chile, Espanha, Austrália... Quentin Lae possui uma coleção imensa de carimbos em seu passaporte. E foi em uma dessas viagens que ele conheceu o Brasil, país que ele adotou como lar nos últimos três anos.

"Vários motivos me fizeram escolher o Brasil, mas o principal é a sua população. O povo brasileiro esbanja uma simpatia e alegria de viver que corresponde bastante com o meu modo de vida", disse Quentin em um português perfeito. "Eu também fiz amizades fortes aqui e conheci a minha mulher. Ou seja, me sinto em casa aqui"!

quentin.jpg

Quentin Lae, em casa no Rio de Janeiro

Mesmo gostando de viajar pelo mundo, Quentin não gosta muito dos torneios ao vivo. Apesar de jogado o APPT Sidney, o Main Event da WSOP e a EPT Grand Final em Madrid, ele gosta mesmo da velocidade dos cash games no mundo online. "Os torneios ao vivo são extremamente lentos e um pouco entediantes, não é a minha praia. Além do mais, a maioria deles é disputada em NLHE, que não meu jogo preferido", afirmou Quentin.

Pois é, sua paixão é mesmo o Pot Limit Omaha. Ele agora pretende buscar o segundo bracelete, disputando todos os próximos eventos da modalidade. E quer contar com a sorte sempre a seu lado. "Eu percebi durante a minha vitória que uma disputa de Omaha em um torneio turbo é a forma do poker que mais se parece com a loteria. É divertido, mas você tem que ter muita, muita, muita sorte para ganhar um torneio desses. Fui muito sortudo mesmo".

Bom, essa é uma grande discussão, que pode levar horas a fio. Mas por enquanto podemos afirmar que sortudos fomos nós, os brasileiros, que ganhamos um reforço de peso entre os nossos jogadores quando Quentin Lae escolheu o Rio de Janeiro como lar! E mais uma vez, parabéns pela vitória!

Related posts